Close

Como funciona o sistema de produção de abacaxi no Maranhão

O sistema de produção de abacaxi no Maranhão ainda necessita de melhorias. Segundo o “Estudo do Setor Produtivo do Abacaxi na Região de São Domingos do Maranhão”, alguns pontos dificultam o crescimento e a expansão, apesar de o mercado já estar registrando excelentes números.

Um desses pontos é a regularização fundiária. A pesquisa aponta que apenas 31% dos produtores detém a escritura ou registro em cartório da terra em que cultivam as plantações. Além disso, cerca de 20% deles produzem em áreas arrendadas.

Com isso, uma porcentagem considerável destes encontra dificuldades na busca de subsídios que possam fomentar a produção da fruta e assim fortalecer ainda mais o mercado.

Pontos relevantes sobre o sistema de produção de abacaxi no Maranhão

Além da questão da terra, outros pontos sobre o sistema de produção de abacaxi no Maranhão devem ser considerados.

A começar do fato de que a maioria dos produtores ainda opta pelo plantio no toco, no qual queimam as áreas previamente preparadas e só então iniciam o plantio da fruta. Atualmente, apenas 43% dos produtores tem plantações em áreas mecanizadas.

Outra questão com relação a esse sistema é a análise dos solos. Quase 90% dos produtores não faz esse tipo de avaliação, o que acaba gerando problemas que vão desde o empobrecimento do solo até a queda na qualidade do produto.

Como melhorar o sistema de produção de abacaxi no Maranhão

Algumas ações pontuais de conscientização e incentivo podem ajudar na otimização do sistema de produção de abacaxi no Maranhão. Começando pela regularização das terras que ainda não possuem documentação ou que estão com algum tipo de problema.

Esse tipo de iniciativa pode contribuir para aumentar tanto a competitividade como a capacidade produtiva do estado. Consequentemente, a região tem mais chances de subir no ranking de produção.

Outra alternativa que pode gerar mudanças positivas na produção do abacaxi é a conscientização sobre o uso correto dos solos. Muitos produtores não fazem análises ou usam métodos diferenciados justamente por não conhecerem outras opções. Logo, disseminar conhecimento pode ser uma solução.

Outra opção seria a mobilização para a mudança de produtos utilizados para adubação do cultivo. Atualmente, 95% dos produtores utilizam adubo químico como fonte de nutrientes tanto para o solo como para o fruto. No entanto, já existem alternativas mais naturais que podem auxiliar diretamente na nutrição da planta, mas sem prejudicar o solo.

A inserção de novas tecnologias também pode agregar outros benefícios ao sistema de produção de abacaxi no Maranhão. É o caso, por exemplo, da indução floral, que pode aumentar diretamente a produtividade e evitar quedas de vendas por conta de condições climáticas adversas.

Quer saber mais sobre os desafios e vantagens de investir na produção de abacaxi no Maranhão? Então não deixe de conferir o “Estudo do Setor Produtivo do Abacaxi na Região de São Domingos do Maranhão”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X
Sou Zé do Sebrae! Você está no Observatório

Dica: Digite faq, acesse e veja as principais dúvidas dos usuários!

wpChatIcon
FAZER DOWNLOAD
INSCREVA-SE
download
RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES
FAZER DOWNLOAD
INSCREVA-SE
download
recebe nossas atualizações