Close

Como agregar valor à produção, comercialização e oferta de serviços no macrossegmento de alimentos e bebidas

Saber como agregar valor à produção, na comercialização e na oferta de serviços é essencial para qualquer negócio. Atualmente, existem várias tendências que precisam ser observadas, caso o empreendedor queira se manter competitivo no mercado.

Entender as reais demandas do mercado é fundamental.

Listamos algumas dicas que podem te ajudar nesse sentido. Confira!

1.    Levar mais praticidade e conveniência para os clientes

Uma das principais dicas de como agregar valor à produção, comercialização e oferta de serviços é levar praticidade e conveniência para os clientes. Segundo o estudo Brasil Food Trends 2020, essa é uma tendência exigida por cerca de 34% dos consumidores de alimentos.

A verdade é que as pessoas já confiam nos produtos industrializados. Mas, ao mesmo tempo, eles desejam que os itens ofereçam diferenciais como: alimentos fáceis de preparar; que sejam minimamente processados; kits de refeições, entre outros.

2.    Qualidade e confiança é uma forma de como agregar valor à produção

Manter a qualidade e a confiança nos itens é um dos pilares importantes para agregar valor à produção e comercialização no macrossegmento de alimentos e bebidas. De acordo com o estudo Brasil Food Trends 2020, essa é uma tendência para 23% dos brasileiros consumidores.

As pessoas estão cada vez mais exigentes em relação à segurança daquilo que consomem. Logo, procuram por rótulos detalhados, produtos que possam ser rastreados (quanto à origem e procedência), além de certificados e selos de qualidade relacionados à produção.

3.    Oferecer alimentos mais prazerosos e que estimulem os sentidos

Outra forma de agregar valor é investir em formas de tornar os produtos mais gostosos e atraentes. A mesma pesquisa revelou que a maioria das pessoas come de forma impulsiva, o que explicaria o elevado consumo de guloseimas.

Mas, atualmente também existe uma tendência de ‘comer sem culpa’, investindo em alimentação saudável e equilibrada.

As pessoas querem consumir produtos gostosos, mas que também sejam saudáveis. Inclusive, existe uma demanda crescente por itens premium e gourmet, que apresentam mais qualidade.

4.    Investir em consumo virtual e mobilidade

Outra tendência muito forte e a utilização da web e de smartphones para a compra e venda de alimentos. Cresce e muito a quantidade de aplicativos voltados para o comércio de alimentos.

Isso ocorre justamente porque essa é uma demanda da nova geração de consumidores.

5.    Oferecer itens mais saudáveis é uma forma de agregar valor à produção

É claro que a saúde é um ponto importante no processo de como agregar valor à produção, comercialização e na oferta de serviços. As pessoas também estão procurando cada vez mais por produtos saudáveis, orgânicos, para consumo de esportistas, sem açúcar e conservantes, entre outros.

Mas, procuraram por produtos que satisfaçam ao paladar e gerem a sensação de prazer ao serem consumidos.

Agora que você sabe como agregar valor à produção, comercialização e oferta de serviços, aproveite para continuar a aprofundar seus conhecimentos sobre o setor. Baixe agora o e-book “Importância do Macrossegmento de Alimentos e Bebidas para a economia Maranhense”.

Importância do Macro Segmento de Alimentos e Bebidas para economia Maranhense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X
Sou Zé do Sebrae! Você está no Observatório

Dica: Digite faq, acesse e veja as principais dúvidas dos usuários!

wpChatIcon